Símbolo do galo, emblema da França

Você sabia que o símbolo do galo é o emblema não-oficial da França? Não lembro de ter feito essa associação antes de vir para cá, mas percebi logo que cheguei, porque gosto muito de esportes em geral, principalmente futebol. Sempre tem alguma associação entre o galo e algum outro emblema nas competições esportivas que envolvem a França.

Uma dessas associações entre o galo (em francês se diz coq) e a França no mundo dos esportes foi antes do jogo França x Suécia pela Eurocopa 2012. Olhem que legal:

 símbolo do galo

 

Esses biscoitinhos que o galo esta comendo são os Krisprolls, de origem sueca. Enfim, uma boa publicidade para antes de um jogo de futebol entre Brasil e Suécia. Para dar nome às coisas, essa publicidade e imagem acima foi veiculada pela PMU e produzida pela Publicis Conseil.

Porém o símbolo do galo vai muito além do esporte. O coq é visto em instituições públicas, em pontos turísticos e até mesmo em telhados de casas, abaixo da rosa dos ventos. Por tudo, basta observar.

A origem do galo como símbolo da França é bastante antiga e está relacionada ao jogo de palavras entre gallus, o habitante da Gaule, e gallus, o animal. Antes da França se chamar França, ela fazia parte de um território chamado Gaule (ou Galia). Já a palavra gallus significa galo em latim, ou em francês coq.

Após a queda do império romano, esta representação dos franceses acaba sendo esquecida até o século XII. Então ela é negativamente relembrada pelos ingleses e alemães, antigos inimigos da França. Popularmente, ingleses e alemães diziam que os reis Louis VII e Philippe Auguste brigões, arrogantes e andavam em excrementos (para não dizer outra coisa), assim como um galo.

Essa ideia negativa em relação ao galo foi mudando. Com o passar do tempo, os reis franceses transformaram o termo galo em sinônimo de proteção e de coragem. Pois os galos sabem defender muito bem o galinheiro. Além disso, os franceses usaram como argumento que o galo é citado na Biblia: «Avant que le coq chante aujourd’hui, tu m’auras renié trois fois», Jesus teria dito a Pedro.

Nem todo representante da França aprecia este emblema. O rei Louis XIV gostava bastante do símbolo do galo, por isso encontramos galos na galeria dos espelhos de Versailles. Já Napoleão preferia as imagens da águia e da abelha para identificar a França.

O que achei interessante é que antigamente alemães e ingleses se referiam ao galo como uma figura negativa em relação a França, mas fazendo minhas pesquisas, encontrei que além do galo (Atlético Mineiro), outro clube de futebol utiliza o símbolo do galo: Tottenham, que é uma equipe inglesa. Um pouco contraditórios, esses ingleses, parece que o símbolo do galo não é mais pejorativo então :)

 

Likes(10)Dislikes(0)

Author: Morar em Paris

Share This Post On
468 ad

Submit a Comment

Votre adresse de messagerie ne sera pas publiée. Les champs obligatoires sont indiqués avec *

Vous pouvez utiliser ces balises et attributs HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>