Visitar Paris em 4 dias

Viajando pela Europa, muitas vezes o turista brasileiro prefere visitar várias cidades diferentes. Assim, as estadias são curtas, mas o turista consegue visitar diversas cidades e países. Esse tipo de passeio é o que as agências de turismo propoem geralmente. Quando o turista começa a repetir viagens, e viajar por conta própria, começa a decidir o proprio roteiro e prioriza as cidades que prefere.

Então,  escrevi esse post para aqueles que desejam visitar Paris em 4 dias


Dia 1

A Torre Eiffel

O primeiro lugar é, claro, a Torre Eiffel. Construída para a Exposição Universal de 1889, por Gustave Eiffel, mas por tempo determinado. Ela deveria ter sido desmontada ao término da exposição, mas o projeto fez tanto sucesso que decidiram felizmente deixá-la no seu devido lugar, entre o Trocadéro e o Champs de Mars.

Para chegar lá, a melhor maneira é descer na estação de metro Trocadéro – mesmo que o metro indique a estação Bir Hakeim. Para tirar fotos, e fazer uma caminhada linda entre as escadarias do Trocadéro, a ponte de Iéna e a Torre. O Trocadéro é uma praça em uma elevação, então as fotos ficam ótimas desse ponto de vista.

Se você preferir descer em Bir Hakeim como indicado no metro, a caminhada é mais curta, mas para tirar a foto típica da Torre Eiffel, você terá que subir as escadarias do Trocadéro. Melhor evitar a fatiga 😉 em quatro dias você terá muito o que caminhar.

Outra dúvida frequente dos turistas é subir ou não subir na Torre, eis a questão. Moro em Paris há 5 anos, e só subi uma vez na Torre. Por vários motivos: é sempre lotada, perde-se uma tarde na fila, e existem outros lugares onde se pode ter a vista de Paris. Além disso, estando na Torre, não se vê a Torre.

Arco do Triunfo

Já que você estará nesse lado de Paris, aproveite e pegue a linha 6 de metro e desça em Charles de Gaulle – Etoile. Você sairá na frente do Arco do Triunfo, um dos monumentos mais famosos do mundo. Aproveite e tire uma foto classica na frente do Arco e outra na frente de uma placa com o nome da avenida Champs Elysées. Pegue uma passagem subterrânea que leva ao Arco, pois nao dá pra atravessar o « rond point ». Você vai poder ter a visão inferior do arco, que é lindo e gratuito, porém você pode querer subir no Arco. Nesse caso, eu aconselho a ir. Tem turistas, mas bem menos, a vista é linda com as 12 avenidas que se cruzam e a Torre. Além de poder ver o Louvre, o arco de la Défense, a Concorde…

Champs Elysées

Desça o Champs Elysées a pé até a Place de la Concorde, aproveite as vitrines, visite as lojas que você deseja. Recomendo dar uma parada na Ladurée e comer uns macarons =)

Chegando na Place de la Concorde, tente lembrar das suas aulas de história, da Revolução Francesa, do ano de 1789, pois foi no meio da praça que a Maria Antonieta foi degolada.

Dia 2

Musée du Louvre

O segundo dia pode começar com uma visita ao Museu do Louvre. Para chegar basta descer na estação Palais Royal Musée du Louvre, na linha 1 do metro. Fique atento para chegar cedo e evitar filas. Aproveite para tirar uma foto embaixo da pirâmide invertida, foto turística tradicional.

Compre seu bilhete de entrada (10 euros), pegue um mapa e comece seu passeio. Dê preferência às obras que você se interessa, já que em um dia é impossível visitar todo o Museu. Se você gosta da arte egípcia, tente começar pela ordem cronológica. Se você prefere ver apenas alguns quadros e esculturas famosos, tente ver qual o acesso mais rápido. Visitar um museu como o Louvre é também conhecer « novos » artistas, para isso é preciso parar, apreciar a obra.
Se você não tem muito conhecimento de arte, uma dica é observar os quadros onde grupos de pessoas param em frente. Normalmente são os mais conhecidos e por isso chamam a atenção.
Se você não estiver cansado, tire um tempo para explorar outras salas so pelo prazer de descobrir coisas novas.
Saindo do Louvre, aproveite para visitar a Apple Store, a loja da Occitane e a Nature et Découvertes. Elas ficam logo após a pirâmide invertida.

Tuileries

Em seguida, recomendo  uma visita ao Jardin des Tuileries que fica do lado do Louvre. Ele é muito grande, bonito e tem vários lugares para sentar em volta da fonte de água.
Também é uma boa pedida para parar e tentar se localizar em uma mapa para escolher o próximo passeio.

Dia 3

Château de Versailles

Mesmo se esse pequeno guia de 4 dias é sobre uma visita de Paris, se você tiver apenas 4 dias, recomendo uma visita ao Château de Versailles.
O Castelo de Versailles é um palácio real localizado na cidade de Versailles, próxima de Paris. Da época de Louis XIV (no final do século 17) até 1789, a Corte de Versailles foi o centro do antigo regime francês.
A visita ao Chateau de Versailles começa pelo castelo em si, onde diversos aposentos podem ser visitados.
O castelo em si é muito bonito, mas o que mais impressiona são os jardins. André Le Nôtre concebeu a organização dos jardins de Versailles. Se você tiver visitado o Jardin de Tuileries (ao lado do Louvre) e encontrar algumas semelhanças com o jardim de Versailles, você está certo, pois foi André Le Nôtre que projetou Tuileries.
O jardim de Versailles tem um Canal Central, diversas esculturas e fontes. Além disso, diversas apresentações noturnas são organizadas durante a primavera e verão.
Passando o Canal Central, um caminho à direita leva até o Domaine de Marie Antoinette. Nessa parte podem ser visitados: o Petit Trianon, o Pavillon Français, o Jardin Anglais, o Hameau de la Reine, entre outros.
A caminhada pode ser longa. Aliás, não faça essa visita de salto alto.
Não deixe de conhecer, mas escolha um dia sem chuva, pois a maior parte do tempo você vai passar nos jardins.


Dia 4

Saint-Michel

Saint-Michel é um quartier de Paris onde está a sede da Sorbonne, o Museu Cluny-La Sorbonne (museu medieval), e a Catedral de Notre Dame. Trata-se de uma das partes mais antigas da cidade. Além disso, você pode aproveitar para fazer um pic-nic nas margens do Sena. Em seguida, desça para o Boulevard Saint Germain, aproveite as vitrines e pare em algum café para apreciar o lugar.

Montmartre

Saindo de Saint-Michel pegue um metro até o bairro de Montmartre. O bairro de Montmartre ficou famoso devido à vida noturna, aos teatros, ao Moulin Rouge e à Basílica de Sacre-Coeur. A basílica fica em cima de uma colina, o que proporciona uma bela vista da cidade de Paris.

Likes(1)Dislikes(0)

Author: Morar em Paris

Share This Post On
468 ad

2 Comments

  1. Adorei passear por aqui. Li alguns posts e a maneira objetiva com que relata e informa me encantou e acendeu-me a vontade de conhecer a França.
    Estarei por aqui mais vezes.

    Um beijo

    Likes(1)Dislikes(0)
    Post a Reply
  2. Visitei Paris de 27 de fevereiro a 2 de março. Foi encantador. Mesmo sendo inverno, desfrutei cada momento. Se tiver oportunidade um dia voltarei com mais tempo.

    Likes(0)Dislikes(0)
    Post a Reply

Submit a Comment

Votre adresse de messagerie ne sera pas publiée. Les champs obligatoires sont indiqués avec *

Vous pouvez utiliser ces balises et attributs HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>